Toda a sua falta

18 de out de 2014

Ela respira fundo e aumenta o volume do celular, “vai que ele liga e eu não escuto”. Mas ele não vai ligar e ela sabe disso. Tem os olhos distantes, o semblante cansado e um sorriso triste. Faz tempo que já se esqueceu o que é a tal da felicidade. Ajeita o cabelo num coque, apaga a luz e deita, fica contando as estrelas fluorescentes no teto torcendo para que uma cadente passe “é só plástico que brilha no escuro, sua boba”. Não é que ela seja infeliz, só que a felicidade perdeu o gosto, só teria graça se fosse com o moço de cabelo enroladinho e sorriso largo, ela sabe que faz mal condicionar sua vida a alguém, mas fazer o que, ele lhe roubou o direito de escolha (e o coração também). Dói diariamente uma dor profunda, silenciosa, aguda, quase ninguém sabe que ela chora oceanos toda vez que escuta o nome dele, e ela nem faz questão que saibam, prefere aparentar estar bem ao ter de mostrar seus hematomas. Observa o leve esvoaçar da cortina, mas é dentro de si que seu pensamento se encontra. A moça de traços leves e gestos doces optou por vestir uma armadura fria que não revela o quanto, por baixo de todo aquele aço, seu coração queima infernalmente de saudades do seu menino. Fecha os olhos e escuta a risada dele, é como se estivessem juntos e fossem, novamente, um do outro. O sono vem, gradativo, e aos poucos o corpo vai perdendo a rigidez de quem vive todo dia lutando contra si mesmo, antes de ceder pro cansaço pede pra estrela cadente que não veio “que ele volte, por favor, que ele volte pra mim”. Mas ele não vai voltar e ela sabe disso. Tem medo dos sonhos, porque o despertar é sempre doloroso, mas anseia por eles, já que é onde eles se encontram, perdidos, embaralhados, confusos, mas um do outro. Olhando ela dormir tão quietinha dá até para ver a sua dor, a mente inquieta reflete na marca tensionada na testa: ela pensa enrugando cada cantinho do rosto. Tudo nela é intenso, o jeito como consegue sorrir com a boca e com os olhos, mais com os olhos do que com a boca, a verborragia toda sobre o certo e o errado, a direita e a esquerda, o vício de pontuar o mundo, ela virgula tudo, exclama o tempo todo, só o ponto final que é proibido, ela também é intensa na mania de sentir as dores de todo mundo, quer pegar pra si cada problema, transforma chuva em tempestade e tempestade em garoinha. Diz tudo em entrelinhas, mas quando tudo tem a dizer se cala. Ela é muito mais que a sua dor, mas a dor tem sido tudo nela. O silêncio do lado de fora relata que a madrugada chegou, é tarde quando a mão dela tateia a dele, entristecendo-a ainda mais ao notar que tudo o que consegue agarrar é a solidão do travesseiro vazio, foi só um pesadelo, mais um, e ele não tá lá para dizer que vai ficar tudo bem. “Vai passar, vai passar”. Mas não vai, e ela sabe disso.
Repostei esse texto que foi escrito pela Gabriela Freitas, porque ele reflete o meu estado nesse momento. É como eu tenho me sentido desde quando tudo acabou.

8 comentários:

  1. Nossa, bem profundo ma quem nunca se sentiu assim?

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa que profundo :/

    Seguindo o blog e tem SORTEIO no meu blog:

    http://lehandroferreira.blogspot.com.br/2014/10/sorteioooooooooo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Obrigado por seguir.
      Seja muito bem vindo.
      Xoxo` ♥

      Excluir
  3. Achei muito triste, mas ao mesmo tempo bonito. Já me senti assim e sei como você deve estar, mas olha, tudo passa e um dia esse acontecimento vai virar estatística. Tenta se ocupar com as coisas que gosta e aos poucos você vai esquecer toda essa angústia c:

    primavara-soare.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Texto profundo e bonito.
    Lindo seu blog!Parabéns!
    Beijos <3

    vintageiz.blogspot.com

    ResponderExcluir

♥ Deixe o link do seu blog no final do comentário para eu poder retribuir a visita.
♥ Não aceito comentários do tipo "Segui, segue de volta?"
♥ Aceito criticas, desde que as mesmas sejam construtivas!
♥ Comentários com xingamentos serão excluídos.
♥ Aceito afiliação mas esse tipo de comentário é na página de Afiliações.
♥ Se quer entrar em contato comigo para pedir algo ou sobre algo importante, entre no página de contatos.

Xoxo' ♥